sábado, 20 de abril de 2019

Itaú, JPMorgan e Barclays reduzem em mais de 25% previsões de crescimento do PIB bolsonaro

Print da Bloomberg

Enquanto o governo do presidente (eleito mediante fraude) Jair Bolsonaro bate cabeça, principais bancos do mundo reduzem avaliação sobre índice de crescimento do PIB do Brasil para este ano.

Itaú Unibanco, maior banco da América Latina em valor de mercado, reduziu a expectativa de crescimento de 2,2 para 1,3 (o mais pessimista de todos - talvez por ser daqui e acompanhar o desastre in loco).

Barclays, de 2,2 para 1,7.

JP Morgan Chase & Co, de 2,1 para 1,5.

O índice de aprovação do Jair também vem despencando.

Numa hora, todos esses índices vão se cruzar e a crise econômica dos milhões de desempregados e desalentados vai ganhar as ruas.

Por isso não vão permitir de jeito algum a liberdade de Lula, pois seria o fim do golpe.

Os dados sobre a queda das avaliações do PIB são do Bloomberg.

Com seu apoio o Blog do Mello é e vai continuar a ser de livre acesso a todos, e sem propaganda.



Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos


Assine a newsletter do Blog do Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também e considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura ou doação.
Não gostou? Comente também. Aponte erros e me ajude a corrigi-los. Só não ofenda, porque os comentários são moderados e não vão ao ar.
Obrigado,
Antonio Mello