quarta-feira, 15 de julho de 2020

Mourão quer desculpas de Gilmar Mendes, mas ele mesmo já disse que fracasso do governo cairia na conta das Forças Armadas

Mourão, Brazil Conference

Em palestra na Brazil Conference, em Harvard, EUA, em abril de 2019, o vice-presidente Mourão disse o mesmo que o ministro Gilmar Mendes, em outras palavras.

Disse Mendes:
“Não podemos mais tolerar essa situação que se passa no Ministério da Saúde. Não é aceitável que se tenha esse vazio... é preciso se fazer alguma coisa. Isso é péssimo para a imagem das Forças Armadas. É preciso dizer isso de maneira muito clara: o Exército está se associando a esse genocídio, não é razoável. É preciso pôr fim a isso.”
Já Mourão fez o mesmo, ao dizer que se o governo Bolsonaro fracassasse a conta iria para as Forças Armadas. Porque estão associados.

Se há um genocídio da população pelo tratamento à pandemia, e as Forças Armadas ocupam os principais postos no Ministério da Saúde, sendo que o ministro responsável é um general da ativa, como não associar o genocídio ao Exército?

Na sua manifestação em Harvard, Mourão disse:
"Se o nosso governo falhar, errar demais... todo mundo erra... mas se errar demais, não entregar o que tá prometendo, essa conta irá para as Forças Armadas"
É isso. Como é que Mourão quer agora que o ministro Gilmar Mendes peça desculpas? Mourão pediu as suas?

Confira no vídeo abaixo:





Para receber notificações do Blog do Mello no seu WhatsApp clique aqui
Você vai ser direcionado ao seu aplicativo e aí é só enviar e adicionar o número a seus contatos




Recentes:


Assine a newsletter do Blog do Mello.
É grátis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Comente. Gostou muito? Comente também. Encontrou algum erro? Aponte.
E considere apoiar o blog, divulgando-o ou com uma assinatura mensal (apenas R$ 10) clicando aqui: https://pag.ae/7UhFfRvpq ou uma doação direto na conta: Banco do Brasil. Antonio Mello agência: 0525-8 conta: 35076-1
Obrigado