quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Requião protesta contra censura e tira do ar TVE do Paraná



O governador do Paraná Roberto Requião, em reação às últimas decisões da Justiça Federal, tirou do ar a TV Educativa do Paraná. Segundo o governador, seria impossível à emissora seu funcionamento normal, tendo que interromper sua programação de 15 em 15 minutos para exibir nota assinada pela Associação dos Juízes Federais (Ajufe), como impunha última decisão do desembargados Lippmann.

No entanto, o governador acatou a decisão judicial, e a TVE transmitiu a nota da Ajufe. Mas não apenas ela. Em seguida vem uma nota assinada pelo governador Requião com novas críticas à decisão judicial, que é um atentado à liberdade de imprensa [opinião do blog]. Como deixa claro o presidente da ABI, Maurício Azedo, que, numa entrevista condena a decisão do juiz Lippmann:

Ela constitui uma afronta à Constituição. O Texto da Constituição veda expressamente a imposição de censura política, ideológica e artística. O desembargador Lippmann Junior ignorou essa determinação Constitucional e pretende impor ao governador Roberto Requião condições que a Constituição não admite.

O governador Requião faz bem em radicalizar politicamente a questão. Não existe meia censura, nem ela só pode ser considerada quando aplicada aos meios privados de comunicação. Se a proibição se estendesse à Rede Globo, por exemplo, teríamos uma grita violenta.

Mas Requião gosta de briga, é teimoso e fanfarrão, uma mistura de Brizola com Chávez. Está lançando seu nome nacionalmente. Nesse sentido, ao censurá-lo o juiz Lippmann presta-lhe um grande favor.

Leia também:

» Na guerra da mídia, desembargador tira Requião do ar. Veja o porquê

» Assista: Requião responde ao juiz que o censurou e faz convite para debate ao vivo sobre liberdade de imprensa

» Juiz estende proibição a Requião e reinstaura censura no país

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Stanley Burburinho23.1.08

    **** A POLÍCIA FEDERAL INVESTIGA O DESEMBARGADOR LIPPMANN, QUE CENSUROU O REQUIÃO, POR TER AJUDADO UM RÉU EM JULGAMENTO

    O Requião, que é aliado do Lula e é odiado pela Globo, concorreu nas eleições passadas ao cargo de Governador do Paraná com Osmar Dias que é do PDT -- e é irmão do senador Álvaro Dias do PSDB-PR --, mesmo partido que o Des. Lippmann que censurou o Requião já foi candidato. Vejam abaixo a transcrição do grampo da PF onde o Desembargador foi flagrado conversando com o delegado da Polícia Federal Wilson Alfredo Perpétuo. O agente respondia na Justiça por crime de contrabando de uísque em ação proposta pelo Ministério Público. O processo consta no controle do TRF pelo número 1999.04.01.007301-9:

    http://www.unafisco.org.br/noticias/clipping/2004/SRF%20170704.doc

    (...)A gravação

    Os trechos das conversas entre o delegado da PF Wilson Perpétuo e o desembargador federal Edgard Lippmann:
    Wilson Alfredo Perpétuo - Eu tô te pedindo como amigo. Se você me ajuda nesse negócio aí. Porque p..., Lippmann, é um troço nojento.
    Edgard Lippmann - O que é que vai ser julgado aí?
    Perpétuo - É aquele negócio do uísque lá, negócio da troca lá do Carimã.
    Lippmann - Eu sei.
    Perpétuo - Você entendeu?
    Lippmann - Me diga uma coisa... O que eu te falei. Vai haver uma mudança.
    Perpétuo - Então, eu queria que esse julgamento fosse jogado para frente. O que você acha? ...continua...

    ResponderExcluir
  2. Stanley Burburinho23.1.08

    ...continuação...

    Lippmann - Isso aí, Perpétuo. Tinha que fazer. O Osmann é que é teu advogado?

    Perpétuo - É.
    Lippmann - Ele poderia fazer o seguinte... Dá um atestado aí...
    Perpétuo - O quê?
    Lippmann - Dá um atestado. Dizendo que ele não poder vir à sessão. Ele tem procuração nos autos, não tem?
    Perpétuo - Tem.
    Lippmann - O que acontece é o seguinte: a partir do segundo semestre... Hoje nós temos três sessões: a primeira que é tributária e crime. E, a partir deste segundo semestre, o tributário vai ficar só no tributário e o crime só crime. E os processos deles, tanto do Amir quando do Germano, quanto os criminais, vão ser redistribuídos(...)

    Abaixo, outro trecho de texto que encontrei:

    “É sui generis falarmos em censura no Brasil em 2008. Pensava que isso fosse coisa do passado. A Gazeta do Povo de hoje informa que o desembargador Edgar Lippmann Júnior foi candidato a deputado pelo PDT, que então abrigava os maiores adversários políticos do governador Roberto Requião. Logo, fica no ar uma impressão de perseguição. Ninguém pode limitar o direito de qualquer cidadão a expressar sua opinião. A censura não vai, nem pode, prosperar.”
    Antônio Wandscheer, prefeito de Fazenda Rio Grande.

    http://www.aenoticias.pr.gov.br/modules/news/article.php?storyid=34620

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ENFRENTANDO O GOLPE 

A mídia corporativa e o governo golpista querem sufocar os blogs e sites de oposição ao golpe. Precisamos do seu apoio, da sua assinatura, e também do seu engajamento, nos ajudando a divulgar nossos blogs e sites de oposição ao golpe nas redes, republicando nossas postagens, distribuindo conteúdo para amplificar o alcance de nossas críticas.

Assinar é muito fácil, é só clicar numa das imagens, Doar ou Assinar. Todos os cartões de crédito são aceitos



Se preferir, você pode fazer sua doação diretamente na conta do Blog:

Banco Bradesco
Pipa Produções Artísticas Ltda
CNPJ: 10585813/0001-44
Agência 0213
Conta 8035-7
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
O Blog do Mello, enquanto não consegue se sustentar apenas com assinantes, precisa de anunciantes, e você utiliza um bloqueador de anúncios.
Por favor, desative o bloqueador para o Blog do Mello. Obrigado.