terça-feira, 7 de outubro de 2008

Chefões do jornalismo latino-americano fazem congresso na Europa


A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) está reunida em Madri. Já houve um comentário interessante sobre esse congresso, feito por um leitor no Blog do Nassif. Mas o jornalista Pascual Serrano, em seu blog, tira a máscara dessa turma que manipula, mente, omite, conspira e golpeia, em nome da liberdade de imprensa. Vale a pena ler o texto na íntegra (aqui, em espanhol)

Perguntas de um Cidadão à Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP)
- Pascual Serrano

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) celebra estes dias em Madri seu 64ª Assembléia anual que durará três dias. Esta organização pan-americana reúne 500 proprietários e diretores de grandes meios de comunicação. Com sede em Miami, a SIP liderou, sob a bandeira da liberdade de expressão, a confrontação contra os governos progressistas de América Latina, até o ponto de que durante sua última reunião em Caracas, chegou-se a celebrar um Encontro Latino-americano contra o Terrorismo Midiático, onde jornalistas de todo o continente denunciaram a cumplicidade dos donos desta imprensa comercial com as políticas estadunidenses de ingerência na América Latina. Tal como Bertolt Brecht em seu poema “perguntas de um obreiro frente a um livro”, um cidadão normal poderia propor-lhe as seguintes aos membros da SIP.

Como se explica que uma sociedade interamericana celebre seu congresso num continente diferente do americano? Não são bem recebidos aqui pela cidadania?

Vocês se apresentam como defensores da liberdade de imprensa e a liberdade de expressão. Como se reflete em seus meios a liberdade e o direito a expressar-se dos cidadãos?

Felizmente na América o funcionamento da maioria das instituições está submetido ao controle democrático: os governos, os parlamentos, os sistemas judiciais, os partidos políticos, as Forças Armadas. Que tipo de controle democrático existe nos membros que integram a Sociedade Interamericana de Imprensa?

Afirmaram que em Colômbia se registrou "um grande avanço" porque no último ano não foi assassinado nenhum jornalista. Não supõem também um avanço que isso há anos vem sucedendo em Cuba, Venezuela ou Bolívia?

Em seus relatórios neste congresso têm criticado duramente países com governos progressistas como Cuba, Venezuela, Nicarágua ou Bolívia. Dá-se a circunstância que são os países onde, mediante políticas educativas de seus governos, mais se avançou contra o analfabetismo. Cuba e Venezuela estão livres de analfabetismo segundo a UNESCO e Bolívia e Nicarágua lhes sucederão proximamente. Não lhes parece importante para a imprensa e a liberdade de expressão o detalhe de que os cidadãos possam saber ler como primeira condição?

Um de seus diretores assinalou que o caso da blogueira cubana Yoani Sánchez é motivo de felicitação pela capacidade da Rede de “romper em Cuba o monopólio informativo do Governo”. Não seria também motivo de felicitação os blogs de outros países que não são Cuba por “romper o monopólio informativo das grandes empresas privadas de comunicação”?

Vocês se apresentam como independentes dos governos, não lhes parece curioso que o novo presidente da SIP - e único latino-americano na direção - seja primo do ministro da Defesa de Colômbia e irmão do vice-presidente?

Entre as atividades de seu congresso, cuja inscrição custava 1.600 dólares, tinha uma atuação estelar da Tuna, outra privada do cantor de flamengo Diego 'El Cigala', um jantar privado nos Jardines de Cecilio Rodríguez, outra no Parque del Retiro, uma visita a Aranjuez, um almoço num restaurante fundado em 1908 junto ao Palacio Real y los Jardines de la Isla y del Príncipe, uma excursão a Segovia para ver o Alcázar, o Acueducto e a catedral e, certamente, comer cordeiro. Também um percurso guiado por Madrid de los Austrias e uma visita especial ao Museu do Prado. No último dia também terão uma visita à basílica de San Francisco el Grande para continuar com classes de flamengo nas Vistillas e terminar com tapas e sangria. Crêem que esse programa lhes permitirá tempo livre para debater seus cuidados com a liberdade de expressão?

Convidaram para sua assembléia a Federação Latinoamericana dos Jornalistas (FELAP), organização onde se agrupam os jornalistas de América Latina?

Como assinalei antes, a inscrição no congresso custava 1.600 dólares. Recebem essa quantia mensalmente os redatores de suas empresas de imprensa?

Clique aqui para ler as notícias de hoje do Blog do Mello

Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

5 comentários:

  1. Se eh na Espanha, eh automaticamente infiltracao. Mais precisamente, o encontro eh coordenativo, pois a Espanha eh centro de coordenacao de infiltracao de extrema direita.

    Eh igual "grande" noticia brasileira: se apareceu em jornal mineiro, eh infiltracao, mentira, ou armacao.

    ResponderExcluir
  2. Alberto Rodrigues7.10.08

    Hey Mello,
    Em tese liberdade de imprensa não é um valor a ser defendido para reforçar a democracia no país?
    Então, abaixo, transcrevo mais uma prova do contrário disso. Sou bancário e estamos em greve, aqui em Brasília, desde o dia 01/10 e a divulgação de nosso movimento é pífia na grande mídia.
    Divulgue no seu blog a notícia abaixo. Ela dá bem a medida do que o PIG considera democrático!
    Saudaciones,
    Alberto Rodrigues

    Globo censura Sindicato de Pernambuco
    A Rede Globo censurou um plano de mídia para a Campanha Nacional 2008 produzido pelo Sindicato dos bancários de Pernambuco (Seeb PE). A campanha de mídia está no ar desde domingo 5, e ficará até hoje 7. O Vídeo, de 45 segundos, recupera o lema Banco Mata, critica a ganância dos bancos e explica porque os bancários estão em greve por tempo indeterminado. Será veiculado nas principais emissoras, menos na Globo, que tratou de encontrar um motivo para censurar o material.

    A desculpa usada para barrar a veiculação não se sustenta, para não dizer que é ridícula e estapafúrdia. Segundo o contato comercial da Globo Nordeste, o nome do Sindicato teria que ser inserido em caracteres no VT; ou seja, por escrito e por extenso. Ou o Sindicato acrescentava o detalhe, ou o VT não iria ao ar. Isso, a menos de 30 minutos do horário-limite de entregar o material nas quatro emissoras onde se havia contratado o espaço.

    Esgotadas as tentativas de diálogo, a Assessoria de Comunicação, com apoio da Presidência e da Secretaria de Comunicação, pediu que a Globo mandasse a condição por escrito, via correio eletrônico, já que o Sindicato não modificaria o VT e o pagamento das inserções já havia sido feito. O contato disse que não faria isso, e que o cheque seria devolvido. Fez mais, tentou inverter o ônus do problema, acusando o Sindicato de tentar "esconder o nome". Que se diga: a assinatura está no áudio, em alto e bom tom. E está na logomarca da entidade, bastante conhecida - e onde se lê "Bancários de Pernambuco", que fecha o VT.

    "Quero saber se eles exigem do Shopping Recife, ou do Bradesco, que escrevam seus nomes por extenso, junto com as marcas", questiona a secretária de Comunicação do Sindicato, Emerenciana Rêgo - Mereh.

    A exigência, que não se encontra em nenhuma lei ou regulamento de veiculação de audiovisual - tanto que as demais emissoras o estão veiculando, sem problema -, na verdade, esconde o verdadeiro motivo da censura: o VT expõe as mazelas e, portanto, a imagem da banca nacional. Não à-toa, o referido contato avisou, durante as diversas conversações para contratar o espaço, que o VT não seria aprovado caso tivesse imagem de fachada de bancos. E é óbvio que teria, e isso foi dito. O texto já havia sido enviado antes da contratação, para todas as emissoras, como é praxe. Mas a Globo - e só a Globo - exige conher o VT antes de fechar o contrato, mesmo o pagamento sendo feito antecipado, a preços de tabela cheia - "as outras vendem desconto, nós vendemos audiência", retumbou Adeládio, o contato local.

    O material foi mandado para São Paulo, direto da produtora, via correio eletrônico, para um certo Dido Júnior. Ao que parece, ele é o encarregado de exercer o papel de censor de plantão. Naturalmente que quem dá a notícia ao "cliente" é o contato local.

    Foi o que fez Adeládio, que veste a camisa global, com gosto. Ele reiterou que "gostaria muito de atender ao Sindicato, mas só posso fazê-lo se vocês corrigirem o VT". Diante da negativa em atender a exigência absurda da Globo, o contato disse que o Sindicato não enviasse a fita, porque o espaço não havia sido reservado e, portanto, ela não seria veiculada.

    Detalhe: na manhã da segunda-feira, 06, o financeiro do Sindicato constatou que o cheque que pagaria as duas veiculações, no jornal local NE 1, edição do mesmo dia, havia sido compensado. A Assessoria de Comunicação do Sindicato voltou a fazer contato com Adeládio. Eis o diálogo:

    Assessora - Acabo de saber do financeiro do Sindicato, que a Globo depositou o cheque, e ele foi compensado.

    Adeládio - Não era para depositar?

    Assessora - Mas você disse, na sexta, que o cheque seria devolvido pois a Globo não iria veicular o VT... Quer dizer que eu posso mandar entregar a fita para veiculação?

    Adeládio - Se vocês corrigirem o VT, a gente veicula.

    Assessora - Não há nada de errado com o VT. Como é que ficamos, então!?

    Adeládio - Vou ligar para o meu financeiro e pedir para restituir o dinheiro.

    É assim: a liderança na audiência - e na captação de recursos publicitários, inclusive governamentais - concede a Globo a arrogância de se atribuir poderes de "Imperatriz do Brasil".

    Mas não tem que ser assim: "O Sindicato vai tomar as devidas providências junto ao Procon, o Ministério Público e a Justiça. A Globo vai ter que responder no âmbito do Código de Defesa do Consumidor e por cerceamento de atividade sindical, sem contar que é uma concessão pública e deve respeito ao contribuinte", observa Marlos Guedes, presidente do Sindicato. Ele lembra que "cabe processo por danos materiais, uma vez que a Globo tentou impedir que o Sindicato cumprisse seu dever de avisar a população sobre a greve por tempo indeterminado. Felizmente não ficamos nas mãos dela, já havíamos contratado outras emissoras". Cabe, também, denúncia junto ao Conar, conselho nacional regulador de propaganda, como lembra Mereh.

    Não é a primeira vez que isso ocorre, embora seja a primeira que o Vídeo produzido pela entidade não vai ao ar na plim-plim. Em 2005, por exemplo, a emissora usou a falta de registro da produtora do material na antiga Ancine, hoje Ancinav - Agência Nacional de Cinema e Audiovisual para colocar obstáculos à veiculação. Todo material produzido deve recolher uma taxa para ser veiculado. O Sindicato, que já tinha efetuado o depósito na conta da Globo, ameaçou seus direitos de consumidor e a emissora acabou encontrando uma produtora que assumiu o vídeo, que acabou indo ao ar.

    Fonte: Sulamita Esteliam - Seec PE
    http://www.contrafcut.org.br/noticias.asp?CodNoticia=14745

    ResponderExcluir
  3. Anônimo7.10.08

    Prezado Mello,
    Veja a última da Globo:

    Rede Globo censura anúncio do Sindicato dos Bancários de Pernambuco.

    http://portalctb.org.br/site/index.php?option=com_content&Itemid=&task=view&id=2209

    Luis Cláudio

    ps: parabéns pelo blog

    ResponderExcluir
  4. Tucano Rubicundo9.10.08

    Rodrigo Vianna

    JUSTIÇA RECONHECE QUE ULSTRA TORTUROU

    quinta-feira, 09 de outubro de 2008 às 14:30

    O juiz Gustavo Santini Teodoro, da 23ª Vara Cível de São Paulo, deu sentença reconhecendo que o coronel Carlos Alberto Brilhante Ulstra (chefe do DOI-CODI em São Paulo, entre 1970 e 1974) torturou Maria Amelia Teles, Cesar Augusto Teles (marido de Maria Amelia) e Crimeia Alice de Almeida (irmã de Maria Amelia).

    A tortura ocorreu entre 72 e 73.

    A decisão judicial saiu ontem, mas só agora há pouco foi divulgada pelos advogados da família Teles.

    Ainda não vi a sentença. Mas acabo de conversar por telefone com Janaina de Almeida Teles, historiadora, filha de Maria Amelia e Cesar Augusto. "Essa sentença é muito importante não só pra minha família, mas para o país, porque redimensiona o debate sobre a impunidade... Esse militar é responsável pela morte de mais de 40 pessoas e pela tortura de dezenas", disse Janaína.

    A decisão, ainda que em primeira instância, é histórica.

    Dos países da América Latina infelicitados por ditaduras nos anos 60/70, o Brasil é o mais atrasado na punição aos torturadores.

    "É um alívio enorme, um conforto muito grande tomar conhecimento dessa decisão! Sinto-me amparada pela sociedade Brasiliera", disse Janaína.

    Importante: a Família Teles não pedia indenização, mas sim o reconhecimento de que Ulstra praticou um crime bárbaro.

    O instrumento pra isso foi uma "ação declaratória " na justiça de São Paulo, iniciada em 2006.

    Segundo os advogados da Familia Teles, na sentença o juiz disse não haver provas suficientes de que Janaina (na época com 5 anos) e o irmão dela, Edson Luis (na época com 4 anos) também foram torturados...

    "Tenho sequelas por ter sido levada pelos militares para o DOI-CODI, por ter visto meus pais naquela situação. Isso é óbvio. Gostaria que o juiz tivesse reconhecido isso. Mas, de todo jeito é uma grande vitória a decisão de hoje", disse a historiadora.

    Daqui a pouco, você terá mais informações nesse site, com detalhes da sentença e uma entrevista completa com Janaina de Almeda Teles.

    ResponderExcluir
  5. Tucano Rubicundo9.10.08

    Rodrigo Vianna

    JUSTIÇA RECONHECE QUE ULSTRA TORTUROU

    quinta-feira, 09 de outubro de 2008 às 14:30

    O juiz Gustavo Santini Teodoro, da 23ª Vara Cível de São Paulo, deu sentença reconhecendo que o coronel Carlos Alberto Brilhante Ulstra (chefe do DOI-CODI em São Paulo, entre 1970 e 1974) torturou Maria Amelia Teles, Cesar Augusto Teles (marido de Maria Amelia) e Crimeia Alice de Almeida (irmã de Maria Amelia).

    A tortura ocorreu entre 72 e 73.

    A decisão judicial saiu ontem, mas só agora há pouco foi divulgada pelos advogados da família Teles.

    Ainda não vi a sentença. Mas acabo de conversar por telefone com Janaina de Almeida Teles, historiadora, filha de Maria Amelia e Cesar Augusto. "Essa sentença é muito importante não só pra minha família, mas para o país, porque redimensiona o debate sobre a impunidade... Esse militar é responsável pela morte de mais de 40 pessoas e pela tortura de dezenas", disse Janaína.

    A decisão, ainda que em primeira instância, é histórica.

    Dos países da América Latina infelicitados por ditaduras nos anos 60/70, o Brasil é o mais atrasado na punição aos torturadores.

    "É um alívio enorme, um conforto muito grande tomar conhecimento dessa decisão! Sinto-me amparada pela sociedade Brasiliera", disse Janaína.

    Importante: a Família Teles não pedia indenização, mas sim o reconhecimento de que Ulstra praticou um crime bárbaro.

    O instrumento pra isso foi uma "ação declaratória " na justiça de São Paulo, iniciada em 2006.

    Segundo os advogados da Familia Teles, na sentença o juiz disse não haver provas suficientes de que Janaina (na época com 5 anos) e o irmão dela, Edson Luis (na época com 4 anos) também foram torturados...

    "Tenho sequelas por ter sido levada pelos militares para o DOI-CODI, por ter visto meus pais naquela situação. Isso é óbvio. Gostaria que o juiz tivesse reconhecido isso. Mas, de todo jeito é uma grande vitória a decisão de hoje", disse a historiadora.

    Daqui a pouco, você terá mais informações nesse site, com detalhes da sentença e uma entrevista completa com Janaina de Almeda Teles.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ENFRENTANDO O GOLPE 

A mídia corporativa e o governo golpista querem sufocar os blogs e sites de oposição ao golpe. Precisamos do seu apoio, da sua assinatura, e também do seu engajamento, nos ajudando a divulgar nossos blogs e sites de oposição ao golpe nas redes, republicando nossas postagens, distribuindo conteúdo para amplificar o alcance de nossas críticas.

Assinar é muito fácil, é só clicar numa das imagens, Doar ou Assinar. Todos os cartões de crédito são aceitos



Se preferir, você pode fazer sua doação diretamente na conta do Blog:

Banco Bradesco
Pipa Produções Artísticas Ltda
CNPJ: 10585813/0001-44
Agência 0213
Conta 8035-7
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
O Blog do Mello, enquanto não consegue se sustentar apenas com assinantes, precisa de anunciantes, e você utiliza um bloqueador de anúncios.
Por favor, desative o bloqueador para o Blog do Mello. Obrigado.