sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Para dono da Folha, Brasil de Médici é ‘um país onde o ódio não viceja’


Editorial escrito por Octavio Frias de Oliveira, que era dono da Folha, e faleceu recentemente.

Editorial: Banditismo
[Publicado em 22 de setembro de 1971]
Octavio Frias de Oliveira

A sanha assassina do terrorismo voltou-se contra nós.

Dois carros deste jornal, quando procediam ontem à rotineira entrega de nossas edições, foram assaltados, incendiados e parcialmente destruídos por um bando de criminosos, que afirmaram estar assim agindo em "represália" a noticias e comentários estampados em nossas paginas.

Que noticias e que comentários? Os relativos ao desbaratamento das organizações terroristas, e especialmente à morte recente de um de seus mais notórios cabeças, o ex-capitão Lamarca.

Nada temos a acrescentar ou a tirar ao que publicamos.

Não distinguimos o terrorismo do banditismo. Não há causa que justifique assaltos, assassínios e seqüestros, muitos deles praticados com requintes de crueldade.

Quanto aos terroristas, não podemos deixar de caracterizá-los como marginais. O pior tipo de marginais: os que se marginalizam por vontade própria. Os que procuram disfarçar sua marginalidade sob o rotulo de idealismo político. Os que não hesitaram, pelo exemplo e pelo aliciamento, em lançar na perdição muitos jovens, iludidos, estes sim, na sua ingenuidade ou no seu idealismo.

Desmoralizadas e desarticuladas, as organizações subversivas encontram-se nos estertores da agonia.

Da opinião pública, o terror só recebe repudio. É tão visceralmente contrario às nossas tradições, à nossa formação e à nossa índole, que suas ações são energicamente repelidas pelos brasileiros e por todos quantos vivem neste país.

As ameaças e os ataques do terrorismo não alterarão a nossa linha de conduta.

Como o pior cego é o que não quer ver, o pior do terrorismo é não compreender que no Brasil não há lugar para ele. Nunca houve.

E de maneira especial não há hoje, quando um governo sério, responsável, respeitável e com indiscutível apoio popular, está levando o Brasil pelos seguros caminhos do desenvolvimento com justiça social - realidade que nenhum brasileiro lúcido pode negar, e que o mundo todo reconhece e proclama.

O Brasil de nossos dias é um país que deseja e precisa permanecer em paz, para que possa continuar a progredir. Um país onde o ódio não viceja, nem há condições para que a violência crie raízes.

Um país, enfim, de onde a subversão - que se alimenta do ódio e cultiva a violência - está sendo definitivamente erradicada, com o decidido apoio do povo e da Imprensa, que reflete os sentimentos deste. Essa mesma Imprensa que os remanescentes do terror querem golpear.

Porque, na verdade, procurando atingir-nos, a subversão visa atingir não apenas este jornal, mas toda a Imprensa deste país, que a desmascara e denuncia seus crimes.

Sobre o motivo do ataque aos carros da Folha, nenhuma palavra. Mas uma declaração do jornalista Mino Carta lança luz sobre o assunto:

A Folha de S. Paulo nunca foi censurada. Até emprestou a sua C-14 [carro tipo perua, usado na distribuição do jornal] para recolher torturados ou pessoas que iriam ser torturadas na Oban [Operação Bandeirante]."

Viram só? Esse Brasil da tortura, da censura, para a Folha era o país de um governo sério, responsável, respeitável... onde o ódio não viceja, nem há condições para que a violência crie raízes.

Já o Brasil de Lula, hoje...

Leia também:

» Eles dizem defender a democracia, mas adoram um golpe

» ‘Grande imprensa’ seqüestra e mata

» A petista, o tucano e a mídia. Matilde e André Lara Resende. A negra, o branco

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Teresinha Carpes16.2.08

    Mello,este roubo da Petrobras tem digitais de quem queria privatizar a nossa GRANDE ESTATAL,e quem queria Privatizar a Petrobras?Êlles são capazes de tudo!

    ResponderExcluir
  2. Anônimo16.2.08

    Mello,
    Repare você que a direita não abre mão seus princiípios, ela se traveste de democrática quando interessa ao pessoal da casa grande.
    um abraço
    Carmelita

    ResponderExcluir
  3. Olá Mello

    Sou leitor do teu blog há tempos, mas nunca comentei. Agora senti necessidade de dar meu pitaco e enfiar o dedo na ferida do falecido barão da informação. Sou estudante de Jornalismo e desenvolvo uma pesquisa sobre o "Folhetim" (Suplemento semanal encartado no jornal Folha de S. Paulo entre as décadas de 1970 e 1980). Esse jornaleco quis pagar de oposição no Governo Figueiredo, mas nunca o foi , ou melhor, foi sempre que ser oposição gerasse receita (como agora na empreitada do PIG contra o governo - e contra o Estado, diga-se de passagem). O editorial acima (que eu não conhecia) ajudará em minhas pesquisas. Muito obrigado Mello, parabéns pelo blog e pela ótima colocação no Prêmio iBEST, meu voto está lá entre os muitos por ti recebidos.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Teresinha,
    essa história da Petrobras ainda está para ser contada.
    Carmelita,
    é o jogo deles.
    Will,
    que bom que você é estudante de Jornalismo e já enxerga a publicação de notícias com um olhar crítico.
    Felicidades na sua pesquisa e na carreira.
    Grato pelo voto e pelas palavras.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ENFRENTANDO O GOLPE 

A mídia corporativa e o governo golpista querem sufocar os blogs e sites de oposição ao golpe. Precisamos do seu apoio, da sua assinatura, e também do seu engajamento, nos ajudando a divulgar nossos blogs e sites de oposição ao golpe nas redes, republicando nossas postagens, distribuindo conteúdo para amplificar o alcance de nossas críticas.

Assinar é muito fácil, é só clicar numa das imagens, Doar ou Assinar. Todos os cartões de crédito são aceitos



Se preferir, você pode fazer sua doação diretamente na conta do Blog:

Banco Bradesco
Pipa Produções Artísticas Ltda
CNPJ: 10585813/0001-44
Agência 0213
Conta 8035-7
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
O Blog do Mello, enquanto não consegue se sustentar apenas com assinantes, precisa de anunciantes, e você utiliza um bloqueador de anúncios.
Por favor, desative o bloqueador para o Blog do Mello. Obrigado.