quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Queda-de-braço tucana: Alckmin 2, Serra 0


O presidente eleito pela mídia, José Serra (leia Ato falho de Cristiana Lobo mostra que Globo já elegeu Serra), perde mais uma. Depois de tentar explicar o inexplicável, em relação aos cartões corporativos de SP, que agora (e por que não antes?) também estão à disposição na internet (mas sem a transparência do governo federal), Serra foi derrotado na escolha do líder do PSDB na Câmara.

Mais uma vez, na queda-de-braço de Serra com Alckmin, deu Alckmin. Como já acontecera na indicação do adversário de Lula. Novamente, Alckmin comeu o governador de São Paulo pela beirada e emplacou o deputado José Aníbal (SP) como novo líder tucano na Câmara dos Deputados.

Com isso, fica mais distante o sonho de Serra de ter Kassab como cabeça de chapa, numa aliança com o PSDB (que daria o vice) nas eleições para a prefeitura de São Paulo este ano. Aníbal defende candidatura própria (leia-se Alckmin) e já ridicularizou a proposta de Serra, dizendo que Kassab comandar a coligação seria como “o rabo balançar o cachorro”.

Serra não gostaria de Alckmin na disputa de jeito algum. Se Alckmin vence, volta a ficar forte. Se perde, pode jogar a conta nas costas de Serra, acusando-o de ter feito corpo mole na eleição. E para Serra não fazer corpo mole terá de entrar de cabeça na campanha de Alckmin. Se este ganha, sai forte e nada soma para Serra. Se perde, Serra perde mais ainda, pois mostrará fraqueza na maior cidade do país, no estado que governa.

É pouco? Tem mais. Em Minas, o governador tucano Aécio Neves não exonerou seu secretário Custódio Mattos. Se o tivesse feito, Mattos reassumiria o mandato e votaria no candidato de Serra, conforme havia adiantado. Por que será que Aécio fez isso? Heim? Heim?

Quem acha que Serra já está eleito novo presidente do Brasil vai quebrar a cara. Anotem aí: Serra não vai conseguir nem ser o candidato do PSDB em 2010.

Leia também:

» PSDB implode e Arthur Virgílio lança sua candidatura ao Planalto

» FHC, demos e tucanos derrubaram a CPMF obrigando o governo a cortar custos e aumentar impostos

» Autopromoção tucana em São Paulo, com verba pública

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

3 comentários:

  1. Anônimo14.2.08

    Caro Mello,

    Já que vc tocou no nome do "Aecinho", dê uma em seu Secretário de Defesa Social, Maurício Campos Junior. Este senhor Maurício foi, nada mais nada menos, do que advogado de defesa do FERNANDINHO BEIRA-MAR !!!

    Agora, imagine com esta a segurança pública em MG...daquele jeito !!!

    Só para vc ter uma ideia, nos ultimos 3 meses, morreram CARBONIZADOS, dentro de duas cadeias, 27 presos !!!

    Mas uma vez, a mídia de MG abafou o caso e o Aecinho não deu uma só palavra.

    Vc não tem ideia o que estamos vivendo !!!

    ResponderExcluir
  2. Gomes14.2.08

    É Mello, como diz o PHA, sem o PIG, os tucanos (leia-se Serra) não chegam nem a Resende.Ele está novamente pensando que sua indicação a candidato do partido será feita nos bastidores por FHC. Falta combinar com o Aécio. Se ele não conseguiu sequer ganhar do Alckmin, do Aécio é que ele não ganha. E se ganhar, não leva Minas, o que é igual a perder.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...