quarta-feira, 18 de junho de 2008

O PT do Rio a caminho de mais uma derrota consagradora


Se há uma coisa de que o PT do Rio não gosta é de voto. Se a pessoa tem voto, não tem vez. Nem voz. Se tem vez e voz no partido, pode apostar, não tem voto.

E só essa vocação para não gostar de voto pode explicar o que vem acontecendo com a candidatura à prefeitura do Rio do deputado estadual Alessandro Molon, o incrível candidato que encolheu. Historio:

Por conta dessa paixão pela derrota, entre os possíveis candidatos à prefeitura o PT escolheu, claro, o menos conhecido e com menos chance de votos.

Mas aí o inimaginável ocorreu: o governador do Rio deu de mão beijada a cabeça de chapa para Molon, com um nome do PMDB (partido do governador) como vice.

Em vez de agradecerem a exótica aposta governamental, em que o rabo abanava o cachorro, o PT começou a fazer aquilo de que mais gosta: reuniões em cima de reuniões para discutir o que fazer com o inesperado presente.

Em vez de tomar medidas para tornar o anúncio do governador um fato político e não apenas o anúncio de um fato, o PT pôs a Carolina na janela para ver o tempo passar.

Dentro do partido, havia quem desconfiasse da atitude do governador, que era vista apenas como uma tentativa de agradar o presidente Lula – de quem Cabral é verbadependente. Esses então deveriam agir com mais presteza ainda, tratando de costurar alianças e tornar a chapa PT-PMDB tão forte que o governador não pudesse roer a corda adiante. Mas, nada.

Então, o que era inevitável aconteceu: o PMDB botou o caminhão na rua tocando Tim Maia (“Me dê motivo”), rompeu o acordo e a candidatura de Molon ficou sentada à beira do caminho.

Agora, com a candidatura estacionada não em dois dígitos, mas no dígito dois, o governo federal manda um recado do presidente Lula, que pede que o PT abra mão da candidatura própria, em favor da candidata do PC do B Jandira Feghali.

O partido, pra variar, está dividido, embora a opinião dos que não têm voto seja a de sempre: apoiar a opção do quanto menos voto melhor. E tome reuniões.

Enquanto isso, no mundo real, as coisas acontecem. Por exemplo, o caso envolvendo militares no assassinato de três jovens moradores do morro da Providência.

Os principais candidatos à prefeitura do Rio tomaram atitudes quanto ao fato, exigindo a retirada das tropas do Exército, entrando com medidas no TRE para verificar uso eleitoral das obras pelo senador Crivella etc.

Já o ainda candidato do PT Alessandro Molon, segundo O Globo de hoje (página 12), “disse que o partido vai discutir ainda esta semana quais atitudes deve tomar”.

Pena que quando essa decisão for (se vier a ser) tomada, não terá mais a menor importância, o assunto já estará resolvido e a pauta será outra.

E mais uma vez o tempo passou na janela e só o PT do Rio não viu.

É por isso que a cada eleição o PT do Rio vai diminuindo, diminuindo, diminuindo, diminuindo...

Clique aqui para ler as notícias de hoje do Blog do Mello

Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

12 comentários:

  1. Mello,
    O buraco é mais embaixo, né?
    Tereza Jucá +polícia federal e ministério público com as denúncias de improbidade administrativa com desvios de verbas em obras eleitoreiras= Ministério das Cidades+ Crivella e suas relações lulescas+ Cimento Social+ exército despreparado com relações promíscuas com o tráfico matando jovens negros nos morros cariocas .

    O duro de um governo que faz alianças com os Crivellas e as Terezas Jucás da vida a qualquer preço é lidar com esse imbróglio que o partido cria para assegurar a governança que, por vezes, fica indefensável.

    ResponderExcluir
  2. Laura June Xavier18.6.08

    Não é apenas o PT do Rio que sofre a sindrome da derrota anunciada. Fui pré candidata a prefeita do Guarujá pq os meios de comunicação leia Tribuna de Santos colocou-me como possivel candidata. Isto aconteceu por conta da mobilização diaria que o Movimento em Defesa da Vida, do qual eu era a mobilizadora, fazia pela defesa do ser humano inserido no meio ambiente para simplificar) O meu nome estava em 3º lugar entre 6 ou 7 candidatos, com expressivos 13% das intenções de voto. O que para a estância do Guarujá e para inicio de conversa já era muito. Após dezenas de cansativas reuniões foi indicado um candidato quase desconhecido apesar de sindicalista mas sua origem nordestina dava-lhe credenciais para ser candidato. E VIVA o PT, que terminou esta eleição em ultimo lugar com, se não me engano, 3% dos votos. O nº de vereadores eleitos numca passou de um representante e até acho que hoje nenhum vereador o PT tem lá. Ou seja esta é uma caracteristica que apenas Freud pode explicar.

    ResponderExcluir
  3. RUY BARBOSA MACIEL18.6.08

    DÁ-LHES MELLO!!!! MAIS ESCLARECEDOR IMPOSSÍVEL. PIOR, TEVE UMA DESTAS REUNIÕES AQUI NA MINHA CIDADE, GOVERNADOR VALADARES, AQUI O PRESIDENTE LULA OBTEVE 69/º DOS VOTOS VÁLIDOS, FIZ UMA SONDAGEM PARA VER SE AS EMINÊNCIAS DO PARTIDO ESTAVA LENDO A BLOGSFERA, MELLO, AZENHA, PHA, EDUARDO GUIMARÃES, O REPÚBLICA VERMELHA, ONIPRESENTE, ENFIM, A TURMA DO SIVUCA, DECEPÇÃO!!!! ELES NÃO OS CONHECEM. NÃO SABEM ELES QUE UMA SÓ DIA, UM SÓ!!!!! OBTEMOS MAIS INFORMAÇÕES SOBRE ESTE PAÍS DO QUE A LEITURA DE UMA DÉCADA DO PIG, A FAMOSA MÍDIA GORDA!!!
    ABRAÇOS DO VOSSO ARDOROSO LEITOR E FÃ!!!
    RUY BARBOSA MACIEL
    GOVERNADOR VALADARES mg

    ResponderExcluir
  4. circe vidigal18.6.08

    Além de tudo o que vc disse gostaria de acrescentar a falta de senso de realidade do PT bem como de alguns candidatos da esquerda - sempre desunida. Para vencer o "Bispo" Crivela, seria necessário que ela se unisse e não se pulverizasse entre Chico, Gabeira, Molon e Jandira. A única que tem alguma chance contra Crivela é Jandira Feghali, como já demonstrou pelas expressivas votações que vem tendo ao longo dos anos. Os outros podem ser ótimas pessoas, corretas etc...etc... mas ou devem ser autistas ou ter um Ego super inflado para "se acharem" Vão quebrar a cara e dar a eleição de bandeja para a Igreja Universal do Reino de Deus. Quanta burrice! Quanta cegueira! Quanta vaidade! E a cidade é quem paga o pato para depois ficar reclamando ! Meu voto é - e sempre foi de Jandira

    ResponderExcluir
  5. Sonia Montenegro18.6.08

    Se é para escolher candidatos conhecidos, nunca haveremos de melhorar os quadros políticos do RJ, sem falar que todos os conhecidos já foram desconhecidos um dia. O Molon foi o deputado estadual mais bem votado do PT. Teve uma atuação firme na oposição aos Garotinhos, tem 5 minutos de propaganda eleitoral, contra 1 da Jandira. Qdo Brizola se candidatou ao governo do RJ, tinha 2% de votos e ganhou e o Obama, um ilustre desconhecido defenestrou a Hilary, tida como imbatível. Portanto, eleição é uma caixinha de surpresas, e apesar de achar o Vladimir uma excelente pessoa e mais conhecido, julgo que o Molon tem mais chances do que ele teria.

    ResponderExcluir
  6. Sonia Montenegro18.6.08

    Ô Circe, desde qdo o Gabeira é de esquerda? Nem o PSDB nem o PV o são. Gabeira finge ser de esquerda, mas votou a favor da reeleição de FHC, da privataria. Só veio para o PT para se eleger, já que vinha perdendo voto e tirar proveito da onda Lula que tomou conta do Brasil. Na verdade é um oportunista.

    ResponderExcluir
  7. Andre18.6.08

    Mello, você conhece este tal Alberis Lima, presidente do diretório municipal do PT-RJ.
    O cara parece o bambambam do pedaço.
    Parece que ficou louco de vez.
    Leia isso que saiu no portal UOL:
    "Alberis Lima, presidente do Diretório Municipal do PT, do Rio de Janeiro, garantiu, em entrevista nesta quarta (18) ao UOL, que o partido não abre mão da candidatura própria do deputado estadual petista Alessandro Molon para prefeito da cidade. Segundo Lima, o PT não vai apoiar Jandira Feghali, a candidata do bloquinho (PCdoB, PDT e PSB). "O Diretório Nacional do PT não vai ter a cara de pau de pedir para o Molon abrir mão da candidatura. Já falei com o (Ricardo) Berzoini (presidente do PT Nacional) e ele me garantiu que isso não vai acontecer".

    ResponderExcluir
  8. Olha o que achei em um blog tucano local, o blogueiro não assume, mas é tão Tucano que está triste com a Yeda... e sequer comenta o porquê de sua tristeza, e explia a causa eufemicamente como 'a má administração' que o está decepcionando...
    obs. não vou corrigir os erros do moço, ele escreve mal, com vários erros de digitação e ortográficos, do tipo atrazo...:
    **********
    Vereador Humberto Aidar continua inconformado com decisão do diretório petista

    O vereador Humberto Aidar (PT) faz parte da ala petista de Goiânia que foi contrária a união entre PT e PMDB com vistas as eleições municipais na capital do Estado de Goiás. Aidar, inicialmente, era pretenso pré-candidato ao Paço Municipal, e ambicionava ser o escolhido pelos petistas para concorrer ao cargo em nome do partido. Segundo, ele ficou incoformado com a decisão da maioria do diretório do PT metropólitano de apoiar a reeleição do prefeito Iris Rezende.

    Humberto Aidar e muitos outros petistas deixaram a reunião do diretório petista aos berros, protestando contra a decisão do PT de apoiar a reeleição de Iris á prefeitura municipal de Goiânia. Aidar e outros gritavam palavras de ordem, entra elas a seguinte frase que ficou marcante: "Partido, Partido é dos Trabalhadores".

    Só que o protesto da ala petista, liderada por Humberto Aidar, que não concorda com o apoio do partido a reeleição de Iris, nada adiantou tanto que, o PT não só vai apoiar a candidatura do prefeito Iris Rezende (PMDB), que até deverá indicar o vice de sua chapa, e este vice já foi até escolhido internamente dentro do PT, se trata do ex-deputado Paulo Garcia.

    Será que faltou coerência ao PT? Não sei. Só sei que, um partido com a história política tal qual o PT jamais poderia servir de apêndice a Iris Rezende do PMDB, que no passado tanto os petistas combateram e agora se aliaram a ele.

    Acho que fica difícil de explicar, álias fica até fácil de entender, pois o que o PT quer é o poder e o PT já provou que não possue projeto de governo, mas sim projeto de poder. E isso náo é mérito apenas do PT, pois todos os partidos políticos do Brasil agem desta forma, e o PT é igual a todos os demais. PT e PSDB por exemplo, são farinha do mesmo saco. E são mesmo um saco!!!

    Bela Vista de Goiás (Quarta - Feira, 18 de junho de 2008)

    ResponderExcluir
  9. excelente texto na forma e no conteúdo. Não se ver essa qualidade de texto e de idéias no PIG.
    Realmente o PT do rio detesta voto. Eu até hoje não entendi porque não lançaram a Benedita candidata. É a pessoa de maior visibilidade no PT do Rio, mas parece que tratam de escondê-la, pois não lançaram ela ao senado e agora não lançaram à prefeitura, mesmo ela querendo.

    Já que não lançaram candidato de expressão, não tem que titubear, tem que apostar na candidatura da jandira e entrar de cheio na campanha dela, pois além de ética e competente ela é de um partido aliado histórico.

    ResponderExcluir
  10. dirigentes petistas dizem que o que foi decidido não tem como voltar atrás.
    informarm que o tempo é curto para que façam reuniões e mais reuniões para mudar o que foi decidido.
    nem Lula está conseguindo amolecer o coração dos dirigentes para que apoiem Jandira Fegali no RJ.
    burocracia partidária?
    centralismo democrático?
    marcação de posição?
    orgulho?
    autismo?
    esquisofrenia?
    ego inflado?
    o PT puro tem um limite de votos.
    se o partido não abrir para coligações, ocorrerá é uma sucessão de derrotas.
    o estranho é que o partido não esteja flexível nem mesmo para alianças com partido de esquerda, o caso do RJ.
    é a lógico do "eu quero levar sozinho"

    ResponderExcluir
  11. Muito boa a análise, bem-humorada sobre um processo que se assemelha a uma doença crônica. E você tem razão. DO PT original, o que sobrou mesmo foi a paixão pelas reuniões.
    Marcelo

    ResponderExcluir
  12. antonio barbosa filho22.6.08

    Sem entrar no mérito, já que sou paulista de antes de Resende (embora ame o Rio), quero só elogiar seu texto. Vc tratou do tema sério com uma leveza maravilhosa - ficou, como direi, "saboroso".
    Jogado o merecido confete, quero dizer que não é só o PT carioca que faz de tudo para perder: o PSDB de São Paulo tb vem se esmerando. neste caso, para bem da capital.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...