sábado, 28 de junho de 2008

Para O Globo, vale tudo para atacar o governo. Até dizer que 20,7% é maioria


Taí a imagem que reproduz a manchete da primeira página de O Globo (clique nela para ampliá-la) que não me deixa mentir. Para o jornalão carioca, 20,7% (ou seja, 20,7 em 100) é maioria.

Onde está o truque? É que eles somam aos 20,7% os 34,1% que, segundo pesquisa do Ibase, “sofrem com falta de comida em casa”. O que não quer dizer em absoluto que passem fome – como, aliás, fica claro na matéria do jornalão. Ou seja, o que há ali não é notícia, é distorção, manipulação.

É só o jornalismo de resultados de O Globo em ação. É como o futebol de resultados: joga-se feio, para-se a jogada com falta, utilizam-se os recursos necessários – ainda que desleais – para que se consiga o resultado desejado. No caso da mídia corporativa, criticar o Bolsa Família para atingir o governo Lula.

Na própria matéria isso fica claro. Destacada num box, há a declaração de uma beneficiada, Clotilde Alves do Nascimento, que tem dois filhos e marido desempregado: “Eu até sonho em comprar carne”. Mas aí O Globo vem com a crítica: Beneficiada no Piauí usa dinheiro para comprar geladeira, fogão e roupas.

Que horror, não? A mulher disse que antes cozinhava com carvão. Agora comprou um fogão.
- Que esbanjadora!
Comprou também uma geladeira.
- Perdulária.
E também cadernos, material escolar, roupas e sandálias.
- Uma consumista típica, já sonhando com Daslu, talvez.
Ao final, ela ainda confessa que “cede ao pedido dos filhos por biscoitos e sucos para a merenda”.
- Onde está a polícia que não prende essa mulher? Chamem o TRE!

Mas a crítica de O Globo, na linha de Kamel, é um engodo, conforme mostrei aqui, Kamel descobriu qual é o grande problema do Brasil hoje. Eles confundem Bolsa Família com Fome Zero e criticam o que o programa tem de mais generoso e antipopulista: a possibilidade de o beneficiado gerenciar o benefício, usar o dinheiro naquilo que julga importante para sua família. Ainda que esse “importante” lhes seja imposto de fora, via propaganda, incentivo ao consumismo, especialmente direcionado às crianças (lembre-se de que dona Clotilde afirma que “cede ao pedido dos filhos por biscoitos e sucos para a merenda”), como tem criticado o ministro Temporão, que quer proibir propaganda de fast-food, antes das 21h. Mas isso é assunto para outra postagem.

Clique aqui para ler as notícias de hoje do Blog do Mello

Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

10 comentários:

  1. Possivelmente vão chamar o MP para criminalizar a perdulária e é bem provável que ele acate o pedido....

    ResponderExcluir
  2. Prezado Mello, sou leitor assíduo do seu blog e algumas vezes, tenho reproduzido o que vc publica, tendo o cuidado de colocar a fonte.
    Sds Carlos dória

    ResponderExcluir
  3. Que falta faz o Ministério Público do Rio Grande do Sul para O Globo. Seria a festa. Ali Kamel sonhava e o MP gaúcho realizava. Ai, só indo embora pra Pasárgada.

    ResponderExcluir
  4. Ivan Moraes28.6.08

    E eh tudo mentira, Mello. NAO, ninguem notou nem tem permissao oficial de notar nos EUA tampouco, mas cidades como Hillside (pertinho de mim, aonde passo de vez em quando), Newark, onde mofo, digo, *moro*, e varias outras cidades, teem uma diferenca enorme entre o que sao hoje e o que ja foram. Eu nao entro em restaurante nem cidade que so tem carros velhos, quebrados, amassados,enferrujados, e sujos na nas ruas e nas portas. A maioria desses carros desapareceram de Hillside, por exemplo, que de outra maneira continua favelada, mas a qualidade favelal esta modificada!!! Se ninguem notou nada ainda por aqui -nem na media nem em lugar algum- foi porque NAO TEEM CONDICOES DE DAR O CREDITO AA DIREITA NEM AA SUA POLITICA ECONOMICA. Ninguem sabe o que aconteceu APEZAR DO GOVERNO DOS EUA: ou a pobreza foi atacada frontalmente ou a divisao de renda foi, mas nao se pode falar publicamente porque o governoide de Bush, i.e., o governo **errado**, clamaria para si mesmo o credito, e o "credito" que todo mundo esta querendo enfiar na bunda deles eh o da guerra e subsequente acordada geral dos arabes, vide precos do petroleo. A mesma coisa acontece na media do Brasil: nao se pode falar e o que pode ser falado deve ser distorcido... mas eh preplanejado, pode ter certeza: "jornalismo de resultados" eh, e sempre foi, golpe neoliberal, extremo, radical. Pode ter muito mais certeza que ele eh pre-pago: em poucas e curtas, o neoliberalismo explodiu na cara dos seus traficantes, e o que deu certo deu certo independente deles.

    ResponderExcluir
  5. Ivan Moraes28.6.08

    A media brasileira eh paga pra mentir, gosta de mentir, e mentiria pelo prazer de mentir mesmo que nao fosse paga pra isso.

    ResponderExcluir
  6. antonio barbosa filho29.6.08

    Esta manchete é um lixo. Deveria ser mostrada nas faculdades como exemplo do que NÃo se pode fazer em Jornalismo. É como publicassem : "Todos os moradores do Rio morrerão assassinados" ao noticiar a manifestação dos 4 mil balões na praia.

    ResponderExcluir
  7. Virgilio (Salvador)29.6.08

    Caro Mello, talvez nós que temos esse olhar crítico sobre a grande mídia, não tenhamos intuido o verdadeiro sentido da matéria de O Globo e Estadão. Eles estão, nada mais, nada menos, fazendo campanha para o aumento do valor do Bolsa Família! Só pode! Se reconhecem que o apoio ainda é pequeno e o pessoal não está conseguindo comer carne ou algo melhor, a única solução é aumentar, bastante, o valor. Não vejo outra conclusão. Ou será que o jornal concluiria que, então, o melhor é deixar morrer de fome? Será que eles não concluiram a matéria elogiando a inciativa do governo de aumentar ou lamentando que este aumento seja pequeno?
    Esta nossa imprensa não toma jeito! Daí o seu descrédito total.

    ResponderExcluir
  8. João Assis29.6.08

    Mello,
    Inicialmente, gostaria de parabenizá-lo pelo seu blog.
    Uma coisa que acho que passou despercebida para a maioria nesta semana foi que, por duas vezes, a manchete da folha foi exatamente igual a manchete do Globo. Isso não deveria gerar nenhum estranhamento se as duas manchetes fossem factuais. No entanto eram manchetes de opnião. Durante a semana (não lembro exatamente o dia), a folha e o globo deram a mesma manchete: "Governo reajusta o bolsa família em ano acima da inflação em ano eleitoral". Factual ? Seria se a frase tivesse parado em inflação (mas aí seria favorável ao governo). O "ano eleitoral" não acrescenta nada de informação à manchete (será que o leitor do globo ou da folha ainda não sabe que teremos eleição este ano?) mas embute uma insinuação de ilegalidade.
    Agora, novamente, no sábado 28 os dois jornais (concorrentes) destacam (tendenciosamente) exatamente o mesmo aspecto da manchete.
    Ora, o Estadão está sendo comprado pelo Globo mas parece que é a Folha que combina com o Globo o que ambos jornais vão noticiar.

    ResponderExcluir
  9. Paulo29.6.08

    A sorte é que a maioria do povo brasileiro não lê esses absurdos, aliás niguém deveria ler essa imprensa(?) lixo que existe aqui.

    ResponderExcluir
  10. Teresinha Carpes30.6.08

    Caro Mello,aqui no Rio Grande do Sul;as campanhas publicitárias e as inaugurações de obras da governadora Yeda Crusius(PSDB)enterrada na lama,memo assim ela tem a coragem de inaugurar a reformae estradas do Porto De Rio Grande,da região Sul perto de Pelotas,e a fabricação das Plataformas Marítimas da Petrobras,como se dela fossepois como nós sabemos é do govêrno Federal(do PAC)Da mesma forma o prefeito Fogaça(exPMDB,depois exPPS,depois PMDB novamente),Inaugurando centenas de casas em toda a cidade,e creches de 0 a 4 anos,depois outras de 4 anos a 6 anos(do govêrno Federal também)e o TRE,se faz de morto,o PT já cansou de mostrar ao TRE,êles arquivam os pedidos do PT!Que país é este,que quem governa é o Supremo,os TREs,o TCU e os tucanalhas e Demos,PTB,PDT,PP!Que papel afinal é reservado ao Presidente do Brasil?Dar a cara a tapa,e não tem direito de reclamar?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ENFRENTANDO O GOLPE 

A mídia corporativa e o governo golpista querem sufocar os blogs e sites de oposição ao golpe. Precisamos do seu apoio, da sua assinatura, e também do seu engajamento, nos ajudando a divulgar nossos blogs e sites de oposição ao golpe nas redes, republicando nossas postagens, distribuindo conteúdo para amplificar o alcance de nossas críticas.

Assinar é muito fácil, é só clicar numa das imagens, Doar ou Assinar. Todos os cartões de crédito são aceitos



Se preferir, você pode fazer sua doação diretamente na conta do Blog:

Banco Bradesco
Pipa Produções Artísticas Ltda
CNPJ: 10585813/0001-44
Agência 0213
Conta 8035-7
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
O Blog do Mello, enquanto não consegue se sustentar apenas com assinantes, precisa de anunciantes, e você utiliza um bloqueador de anúncios.
Por favor, desative o bloqueador para o Blog do Mello. Obrigado.