sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Cancelamento da assinatura UOL / Folha


Por que cancelei minha assinatura do UOL e incentivo você a fazer o mesmo.

Algumas vezes durante os últimos tempos tive vontade de cancelar minha assinatura do UOL. Não o fazia, porque queria ter acesso ao material completo da Folha, especialmente para criticá-la por dentro.

Quando houve o infame caso da ditabranda (leia Ditabranda abriu a caixa de Pandora da Folha), pensei que havia chegado o momento. Mas refleti, achei que deveria continuar a ter acesso às reportagens na íntegra, até para usar a Folha contra a Folha. Um jornal que se diz democrático, mas está cada vez mais autoritário e se transformando (como afirmei há quase dois anos aqui) na Veja do jornalismo diário.

Mas pensava isso tudo na suposição de que o jornal ainda tivesse alguma relevância, que vendesse centenas de milhares de exemplares em banca, além dos exemplares dos assinantes.

Agora, juntaram-se dois fatos que me fizeram rever minha posição e finalmente cancelar minha assinatura do UOL e colocar esses dois banners ( ATUALIZAÇÃO: Folha e UOL ameaçaram o criador dos banners, Antonio Arles, do Blog Arlesophia, com um processo, caso não retirasse as imagens da Folha e do UOL dos banners. Mais um motivo para você cancelar sua assinatura do UOL ou da Folha. Não alimente o PIG.) aqui no blog solicitando que todos façam o mesmo: o infame artigo de Cesar Benjamim e a ridícula venda de pouco mais de 20 mil exemplares em banca da Folha.

Segundo o Instituto Verificador de Circulação (IVC) a Folha é o vigésimo quarto jornal em venda avulsa na lista dos 97 jornais auditados pelo instituto, atrás do Estado de S.Paulo, em 19o lugar e O Globo, em 15o lugar. Somados os três mais influentes jornais brasileiros têm uma venda avulsa de quase 96 mil exemplares diários, o que corresponde a magros 4,45% dos 2.153.891 jornais vendidos diariamente em banca nos primeiros nove meses de 2009. (íntegra aqui)

Se os ex-jornalões somados não conseguem chegar a 5% das vendas em banca...Então, que eles e seus assinantes continuem ladrando, enquanto a nossa caravana passa.

O objetivo agora já não é criticar o que dizem (pois isso dá relevância a quem já não a tem), mas comentar sobre o que eles não dizem, trazer a informação que eles não dão.

Da irrelevância dos ex-jornalões aproxima-se agora o Jornal Nacional, que perde audiência a cada dia. Só que há uma diferença fundamental entre eles. Jornais não são concessões públicas como as emissoras de rádio e TV. Por isso, se podemos ignorar os ex-jornalões e deixá-los falando sozinhos, temos que continuar fiscalizando e denunciando as manipulações, distorções e omissões das emissoras de rádio e TV, especialmente das emissoras de RGTV (a RCTV daqui), cobrando o respeito à Constituição e repetindo, mais uma vez, que O poder das Organizações Globo é um risco para a democracia no Brasil.

Comente com o Facebook:

7 comentários:

  1. Anônimo4.12.09

    Bom dia, amigo. Realmente os ditos "jornalões" estão secando, morrendo. Em Minas, "O Grande Jornal dos Mineiros", o Estado de Minas, morre a olhos vistos, depois de passar décadas se alimentando das verbas oficiais. Vive, o jornal, inclusive, grave crise de identidade, quando tenta se transformar no falecido "Diário da Tarde", publicando como manchete de primeira página notícia relativa a fraudes em velocímetros de automóveis usados. Que bom que os tempos mudem e enterrem velhos hábitos e costumes perversos. HOje, uma nota do jornal virtual NovoJornal.com, que tem 100.000 acessos diários, vale mais do que página inteira no Estado de Minas. Em tempo, O Tempo só cresce, mesmo com a crise dos grandes jornais. Parabéns para o Medioli, um guerreiro.

    ResponderExcluir
  2. Coyotte4.12.09

    Cade os banners citados no post?

    ResponderExcluir
  3. Fez muito bem! Antes tarde do que nunca! Um abraço!

    ResponderExcluir
  4. Anônimo4.12.09

    Mello, aqui você por de ler a porcalhada toda sem pagar nada:

    http://clippingmp.planejamento.gov.br/

    E para quem pensa que direitistas só serve para dar golpe de Estado, esse "reaça" aqui complementa o 1º link.

    http://avaranda.blogspot.com/

    Pronto! você poder ler todo o PiG e ficar com a conciência limpa de que não está contribuindo com a baixaria.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo4.12.09

    Agora sim amigo, cancelar a assinatura, é esta a linguagem que esses empresários (sic) donatários dessas concessões compreendem. Ainda, faça como eu e recuse-se a assistir a TV Globo, eu já desintonizei o canal da minha tv.
    abrs,
    Ludo

    ResponderExcluir
  6. Então, Mello. Indiretamente, os jornais e revistas são "concessões" públicas na medida em que não pagam tantos impostos (quando pagam). O irônico é o jornal de quinta categoria fazendo uma matéria mostrando como montar uma igreja e se livrar dos impostos quando poderia usar o próprio negócio (publicação de jornal) como (mau)exemplo. Abraços

    ResponderExcluir
  7. Caro companheiro,
    Uma coisa eu já venho dizendo há algum tempo e fico feliz que tenha percebido. De nada adianta criticarmos o poderio da mídia se ficarmos pautando nossos blogs pelo que ela nos "informa" no dia a dia. Isso só dá mais repercussão ao discurso midiático. Vamos sair dessa também!

    Abraço

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ENFRENTANDO O GOLPE 

A mídia corporativa e o governo golpista querem sufocar os blogs e sites de oposição ao golpe. Precisamos do seu apoio, da sua assinatura, e também do seu engajamento, nos ajudando a divulgar nossos blogs e sites de oposição ao golpe nas redes, republicando nossas postagens, distribuindo conteúdo para amplificar o alcance de nossas críticas.

Assinar é muito fácil, é só clicar numa das imagens, Doar ou Assinar. Todos os cartões de crédito são aceitos



Se preferir, você pode fazer sua doação diretamente na conta do Blog:

Banco Bradesco
Pipa Produções Artísticas Ltda
CNPJ: 10585813/0001-44
Agência 0213
Conta 8035-7
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
O Blog do Mello, enquanto não consegue se sustentar apenas com assinantes, precisa de anunciantes, e você utiliza um bloqueador de anúncios.
Por favor, desative o bloqueador para o Blog do Mello. Obrigado.