segunda-feira, 12 de maio de 2008

Folha, de rabo preso com os demo-tucanos


Esta é mais uma daquelas para mostrar (é, para alguns ainda é necessário) como os jornalões, como a “grande imprensa” critica e ataca o governo e o PT e defende a aliança demo-tucana. Está no Blog do Luís Favre a prova cabal dessa manipulação grotesca, da ginástica verbal que diariamente a mídia corporativa impinge aos seus incautos consumidores.

Vocês têm acompanhado a cobertura apaixonada que a Folha de S.Paulo vem dando à inauguração das pontes estaiadas – ainda mais porque ela ganhou o nome de seu fundador, Octávio Frias de Oliveira.

A Folha deu foto na primeira página para as pontes, parabeniza a administração demo-tucana pela iniciativa, a obra é fantástica etc. Mas nada fala sobre a origem do projeto: a administração da petista Marta Suplicy. E não fala sabe para tentar esconder um editorial que produziram naquela época descendo o sarrafo na idéia das pontes, taxando-a de supérflua e cara. Mas Favre recuperou o editorial e o publicou em seu blog, tirando de vez a máscara da Folha. O editorial é de 13 de maio de 2005. Reparem o parágrafo final:

Projeto Extravagante

É acertada a decisão do prefeito José Serra (PSDB) de retomar as obras que ligam as avenidas Jornalista Roberto Marinho (antiga Água Espraiada) e a marginal Pinheiros, deixando de lado a construção de duas pontes sobre o rio Pinheiros, na zona sul da cidade, previstas no projeto original aprovado pela administração da ex-prefeita Marta Suplicy. A justificativa apresentada por José Serra é que a construção dessas pontes estaiadas (suspensas por cabos de aço) encareceria desnecessariamente a obra.
A cautela e a mudança do projeto original são procedentes. Com as pontes endossadas por Marta, toda a empreitada custaria nada menos que R$ 147 milhões. Sem elas, o custo total - que inclui outras alterações na malha viária, além da construção das alças- cai para R$ 85 milhões.
(...)Além de cara, a construção dessas pontes suspensas está longe de ser uma prioridade para aquela área da cidade. A ligação da avenida Roberto Marinho com a marginal Pinheiros pode continuar a ser feita, sem maiores transtornos, através de duas outras pontes já existentes a apenas 800 metros do local. Essa circunstância, aliás, torna ainda mais extravagante - e suspeito- o projeto deixado pela gestão petista, para o qual, até aqui, não foram apresentadas justificativas convincentes. (leia a postagem completa no Blog do Favre).

Leia também:

» Folha quer ser a Veja dos jornais diários

» Mino Carta detona Folha, Estadão, O Globo, JB, Civita e Frias

» Para dono da Folha, Brasil de Médici é ‘um país onde o ódio não viceja’

» Mais uma vez Folha escreve hoje o desmentido de amanhã

» A demissão do ombudsman da Folha e a vitória das agências de sempre em SP


Clique aqui para ler as notícias de hoje do Blog do Mello

Clique aqui e receba gratuitamente o Blog do Mello em seu e-mail

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

5 comentários:

  1. Mello, a Globo também deve estar muito feliz com a tal ponte. Afinal, quem é que não fica feliz em ter o "cenário" de seu estúdio panorâmico pago com dinheiro público!? E não estou brincando não. Tenho informações de que o SPTV será apresentado do estúdio panorâmico do novo prédio da Globo com o "estilingão" como cenário ao fundo. É, talvez o nome do dono da Folha e a composição do cenário da Globo expliquem o apoio descarado do chamado PIG ao consórcio Serra/Kassab. Imagine o que vai acontecer se Serra for eleito(ou não, pois cogito a possibilidade de fraude eleitoral) presidente. É meu caro Mello, talvez o que está acontecendo em São Paulo seja o que eles pretendem para o Brasil a partir de 2011. Forte abraço.

    ResponderExcluir
  2. astolfo ribas12.5.08

    Não é que FSP é também uma metamorfose ambulante. Só que nós sabemos o que motiva a mutação: bicadas tucanas.

    ResponderExcluir
  3. arlindo gomes12.5.08

    Nada como um dia depois do outro e uma administração tucano no meio para fazer um jornalão mudar de opinião.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo12.5.08

    O que me deixa intrigado ( e triste) é ver que se briga pelo paternidade ( ou maternidade) do projeto, pela beleza ( ou feiura) da obra, pela homenagem ( ou chaleirismo) no nome da ponte, mas não vi ninguem se espantar com o preço da empreitada.
    Se 140 milhões já era muito caro, imagine o mesmo projeto ser feito ao custo de 240 mi?
    Temos eleições esse ano? Ah, sim... então tá...

    Emanuel cunha lima

    ResponderExcluir
  5. IAMoraes12.5.08

    Mas eh logico que eles teem que tomar o credito. O que os tucanos construiram?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ENFRENTANDO O GOLPE 

A mídia corporativa e o governo golpista querem sufocar os blogs e sites de oposição ao golpe. Precisamos do seu apoio, da sua assinatura, e também do seu engajamento, nos ajudando a divulgar nossos blogs e sites de oposição ao golpe nas redes, republicando nossas postagens, distribuindo conteúdo para amplificar o alcance de nossas críticas.

Assinar é muito fácil, é só clicar numa das imagens, Doar ou Assinar. Todos os cartões de crédito são aceitos



Se preferir, você pode fazer sua doação diretamente na conta do Blog:

Banco Bradesco
Pipa Produções Artísticas Ltda
CNPJ: 10585813/0001-44
Agência 0213
Conta 8035-7
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
O Blog do Mello, enquanto não consegue se sustentar apenas com assinantes, precisa de anunciantes, e você utiliza um bloqueador de anúncios.
Por favor, desative o bloqueador para o Blog do Mello. Obrigado.