terça-feira, 4 de março de 2008

O conflito Colômbia-Equador-Venezuela e a versão da mídia


A reportagem do Jornal Nacional de ontem sobre o conflito Colômbia-Equador-Venezuela é uma amostra grátis do tipo de jornalismo de nossa “grande imprensa”.

A essa altura, todo mundo sabe o que aconteceu: na madrugada de sábado a Colômbia invadiu território equatoriano, matou um grupo de guerrilheiros das FARC, entre eles o número dois da organização, Raul Reyes, responsável pelos acordos que estavam propiciando a liberação de reféns.

A matéria do JN começa dizendo que Venezuela e Equador enviaram tropas para a fronteira com a Colômbia, mas este país – ou seja, o país agressor, que invadiu território vizinho, matou e recolheu os corpos – teve a “atitude mais branda”, porque disse que não iria enviar tropas para a fronteira. Quem quer a guerra, para o JN, são equador e Venezuela.

Mais adiante, a reportagem afirma:

Atualmente, segundo dados do governo da Colômbia, quase 80% do orçamento anual do grupo, de US$ 400 milhões, vem dos pedágios cobrados aos narcotraficantes. O restante vem dos seqüestros que praticam.

Ou seja, a guerrilha se autofinancia. Mas logo em seguida a reportagem informa que o governo colombiano encontrou entre os documentos em poder dos guerrilheiros mortos uma carta que “menciona um empréstimo da Venezuela ao grupo, no valor equivalente a R$ 510 milhões”.

Reparem que nesse trecho a reportagem muda a moeda de dólar para real, com o intuito de confundir, porque R$ 510 milhões são US$ 300 milhões, ou 75% do orçamento anual das FARC, anunciado anteriormente como sendo de US$ 400 milhões.

E essa informação estaria arquivada em um computador encontrado com os guerrilheiros... Provavelmente numa pasta chamada “Arquivos que comprometem o ditador Chávez”...

Tem que acreditar mesmo que o público do JN é uma cambada de Homer Simpson para veicular uma informação dessas sem um saco de risadas ao fundo.

Esse empréstimo fajuta de Chávez é equivalente às armas químicas que existiriam no Iraque: apenas contra-informação para justificar um conflito na região, em que os EUA usariam a Colômbia como fachada para invadir o país.

Afinal, Uribe (o “rapaz bendito” do traficante Pablo Escobar – clique aqui para ver essa reportagem) precisa do conflito para tentar mais uma vez alterar a Constituição da Colômbia e buscar um terceiro mandato.

Este blog vem informando sobre o assunto há bastante tempo:

» Pablo Escobar sobre Uribe: 'Se não fosse por esse rapaz bendito, ainda estaria trazendo pasta de cocaína em porta-malas de carros'

» Chávez ou Uribe, quem colabora com os narcotraficantes?

» Por que as FARC não abandonam a luta armada, fundam um partido e disputam eleições democráticas?

» Ex-agente da CIA confirma que EUA podem assassinar Chávez

» Em Miami, apresentador de TV prega o assassinato de Chávez

» Mercenaires 2: Game simula invasão da Venezuela para derrubar Chávez

» Bono, do U2, financiou game contra Chávez

» Aperta o cerco a Chávez: Exxon consegue o bloqueio de US$ 12 bi da Pdvsa

» Hugo Chávez: O que nunca lhe informaram sobre ele

» Vídeo do golpe contra Chávez. Na íntegra, 'A Revolução não será televisionada'

Para votar no Blog do Mello no Ibest clique aqui

imagem RSSimagem e-mail

Comente com o Facebook:

13 comentários:

  1. Anônimo4.3.08

    Mello, seu blog está cada vez melhor. Assino embaixo o que você escreveu sobre a visão Ali Kamel no JN sobre os fatos na Colômbia, repetidos hoje pela manhã por outra porta voz do PIG, a Sra. Miriam Leitão.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo4.3.08

    No Blog de Josias de Souza ele acusa Lula de conhecer Reyes e de o PT ter ligações com a FARC! O PIG não tem jeito.

    ResponderExcluir
  3. alexandre4.3.08

    Tem q ter estômago pra assistir os telejornais globais.Mas talvez tu nãp tenhas visto,no intervalo do JN,o novo comercial da veja.Caraca,meu!A primeira coisa q me ocorreu foi"deve ser propaganda de partido.Depois eu vi q era bem produzido e pensei "só pode ser do psdB.só no fim é q eu fui informado.Era comercial da Veja,"a mais vendida" do Brasil.Aquela cobertura do jN e aquele comercial no meio,foi macabro,assustador e nojento.Por outro lado,lembrei q a credibilidade da veja se esvai junto com as vendas.

    ResponderExcluir
  4. Mello e Anonimo,

    O PT tem ligações com as FARC através do Foro de São Paulo. Fato. A nossa "grande imprensa" nunca divulgou isso, apesar do tema estar em grande evidência.

    O PT manter estreitas relações, com uma "entidade" que pratica atos terroristas não é considerado um assunto importante por vocês? A que interesse serve esconder o fato?

    ResponderExcluir
  5. alfeu4.3.08

    Caro Mello (sem trocadilho), hoje vi o jornal de meio dia da globo. Chama a atenção a criatividade usada para nomear as farc. Hoje, eles chamaram de a guerrilha genocida. Antes, eu ouvi narco guerrilha, narco terroristas etc. Tomo a liberdade de abrir um concurso para ajudar a globo a achar mais denominações para as farc. Eu começo:
    1- a xexelento-guerrilha
    2- a capeto-guerrilha
    3- a nazi-narco-chavisto-petisto-terroristo-guerrilha.
    A imaginação é o limite. Pode-se ainda dividir por categorias. Exemplo:
    categoria religiosa: a excomungado-guerrilha
    categoria mórbida: a sonolento-guerrilha.
    Por falar em morbidez, espanta-me não ter surgido ainda gente comentando que encontraram dólares na cuecas do Raul Reyes. Aquele laptop vai revelar até as profecias do nostradamus.

    ResponderExcluir
  6. Mello,

    Acabo de ver no site da TeleSUR a notícia que as FARC foram atacadas enquanto os guerrilheiros estavam dormindo, ou seja, não foi combate, foi massacre. Ao estilo CIA e Mossad.
    Se depender do narcopresidente Uribe, camarada de Pablo Escobar, a região se transforma em zona de conflito sob os cuidados dos ianques norteamericanos e o famigerado Plano Colombia.
    Abraço,
    Rogério Chaves

    ResponderExcluir
  7. Mello, as FARC sobrevivem como? Quem dá dinheiro a elas? A história se repete. Chávez gosta de dar dinheiro para seus amigos. Deu para Cristina Kirshner e deu para as FARC. É assim que caminha a história. Qual é o problema? Por que a esquerda insiste em colocar em dúvida o óbvio? É só assumir, Chávez deu sim dinheiro para as FARC. Mas, afinal, o que faziam as FARC no Equador? E Reyes havia se encontrado dias antes com um Ministro de Corrêa. Por acaso, pode um governo oferecer guarida a grupo terrorista que sequestra e mata os seus vizinhos?

    ResponderExcluir
  8. Carlos Eduardo,
    está escrito na postagem como as FARC sobrevivem, segundo o governo colombiano.
    Agora, você acha que um líder guerrilheiro traria em seu computador informações como essas, de que Chávez teria entregue essa grana para eles?
    A má vontade contra Chávez - em parte por causa de seu estilo - faz com que as pessoas aceitem qualquer coisa contra ele.
    Se as FARC fossem tão incompetentes assim, já teriam sido dizimadas.

    ResponderExcluir
  9. alexandre5.3.08

    A história do laptop do Reyes é grotesca.haja ingenuidade.Felizmente TODA a América latina condenou o Uribe.A rede globo,bushista q só ela,prega pros convertidos provincianos que não gostam de pensar.

    ResponderExcluir
  10. Seria ingenuidade, mesmo?!!?
    EStudos comprovam que é mais facil enganar a quem deseja ser enganado. Além disso é interessante como toda a estrutura argumentativa dos furibistas se baseiam na teoria, altamente discutivel, das Farcs se tratarem meramente de um grupo terrorista (o que os fatos e as imagens veiculados pela midia "democratica" desmentem por si). O ato de "plantar" um laptop com provas comprometedoras contra as Farc, Chavez e Correa é uma manobra extremamente simples, infantil até, tudo indica que a proxima etapa do jogo politico do apoiador da AUC (esse sim, um grupo cujos metodos se assemelham com o perfil estadunidense do "terrorista"), Uribe, sera a ja "manjada" manora bushista de impedir investigaçoes feitas por grupos competentes e tecnicos imparciais, ao exemplo do jogo-de-cena perpetrado pelos EUA, quando se desviaram de uma investigaçao pela ONU, quando da morte da Benazir Bhuto, em condições bastante suspeitas, alias.
    A propria "pressa e agilidade" com que as autoridades colombianas investigaram o caso das ligaçoes de Chavez e Correa aos supostos "terroristas", já denota desespero em conquistar o apoio da opiniao publica.

    UM grande abraço e parabéns pelo teu blog.

    ResponderExcluir
  11. Mello
    Parabéns. Sua matéria é um belo serviço à democracia e ao jornalismo. Muitíssimo esclarecedora para quem quer realmente saber a verdade e para quem tem amor próprio. E não para "lambe-culos" do império americano que semeia a discordia pelo mundo e mata a torto e a direito, arrasa países, tudo em nome da "PAX americana"
    Obrigada

    ResponderExcluir
  12. Cissa5.3.08

    Mello, os jornais de Manaus seguem a mesma linha do JN, puclicando meias notícias do avesso e omitindo muita informação importante. A mídia adora chamar as Farc de terroristas, mas jamais falam sobre as chacinas das AUC e sua ligação com Uribe e a direita, por exemplo.

    ResponderExcluir
  13. As FARC sobreviveram pelas próprias pernas há mais de 50 anos. Por que é que justamente agora iriam precisar do dinheiro venezuelano para continuar existindo? É tão ridícula essa suposição.

    O Mello disse bem: a má vontade contra Chavez é gritante. Qual o problema de um governo tentar manter diálogo com um movimento guerrilheiro? Em nenhum momento Chavez ou Rafael Correa disseram concordar com as FARC. Se concordam ou não, é apenas um detalhe que não interfere no modo como ambos os governos vêm agindo nos últimos meses. O diálogo respeitoso mantido por Chavez com a Guerrilha beneficiou imensamente a Colômbia. A Venezuela teve papel fundamental na libertação de reféns - para a familia dos sequestrados isso fez toda a diferença. Nunca ninguém ouviu da boca de Chavez que as FARC deveriam continuar sequestrando ou usando táticas de guerrilha para chegar ao poder. Pelo contrário: Chavez sempre frisou a necessidade de as FARC disputar o poder por vias legais. Mas a quem interessa isso? À Uribe? O governo da Colômbia só sobrevive pela guerra civil. Por que é tão difícil as pessoas perceberem isso?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ENFRENTANDO O GOLPE 

A mídia corporativa e o governo golpista querem sufocar os blogs e sites de oposição ao golpe. Precisamos do seu apoio, da sua assinatura, e também do seu engajamento, nos ajudando a divulgar nossos blogs e sites de oposição ao golpe nas redes, republicando nossas postagens, distribuindo conteúdo para amplificar o alcance de nossas críticas.

Assinar é muito fácil, é só clicar numa das imagens, Doar ou Assinar. Todos os cartões de crédito são aceitos



Se preferir, você pode fazer sua doação diretamente na conta do Blog:

Banco Bradesco
Pipa Produções Artísticas Ltda
CNPJ: 10585813/0001-44
Agência 0213
Conta 8035-7
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
O Blog do Mello, enquanto não consegue se sustentar apenas com assinantes, precisa de anunciantes, e você utiliza um bloqueador de anúncios.
Por favor, desative o bloqueador para o Blog do Mello. Obrigado.